s
Atenção
Este texto pode conter spoilers.
Se você ainda não viu o filme,
clique aqui e assista THE GAPVOID agora.

Por que usar música clássica?

Primeiro, porque é o melhor tipo de música que existe. Depois, a música clássica dá uma valorizada no filme. Ela tem um peso e uma presença marcante. A orquestra e o cinema estão casados há muito tempo.

Mas, além disso, havia outro motivo: na minha visão inicial, trabalhar com uma música que já existia me obrigaria a pensar mais na edição, já que as cenas deveriam casar de alguma maneira com a música. Então eu não estaria totalmente livre pra editar e ainda teria que forçar mais o meu planejamento. Parecia uma tática perfeita.

Mas como foi difícil!

Não imaginei que seria tão complicado. Primeiro, precisava de uma música livre de direitos autorais. Tanto a composição quanto a gravação. E mais: não queria uma música que fosse tão conhecida do público em geral (como a Quinta Sinfonia de Beethoven, por exemplo). A grande salvação veio do site musopen.org, que, aliás, foi criado com o único intuito de oferecer músicas em domínio público.

Cara, eu revirei esse site de ponta-a-cabeça. Ouvi todo tipo de música clássica, barroca, romântica e compositores de todos os períodos e nacionalidades que você possa imaginar. Conheci vários compositores que nunca tinha ouvido falar, ouvi outras tantas fantásticas de artistas conhecidos.

Comecei a notar que o que mais funcionava eram músicas entre meados e final do século XIX.

Korsakov, Wagner e Tchaikovsky. Mestres.


Foi um trabalho longo, difícil, mas prazeroso. Gastei literalmente MESES ouvindo músicas nesse site até encontrar as que funcionavam.

E foi muito legal, porque neste período eu já tinha algumas cenas prontas, então ouvia as músicas, conseguia testar parte delas e a partir do som, cheguei a ajustar, acrescentar e cortar cenas.

E apesar dessa ideia ser muito legal, isso estava consumindo tanto do meu trabalho e da minha atenção que eu quase desisti de usar música clássica. Quase chamei um amigo pra improvisar algo na guitarra, mas ainda bem que fui persistente.
Achei que o resultado final ficou muito bom. A minha intenção inicial era fazer parecer que a música havia sido composta para o filme. Não acho que consegui ir tão longe, mas em alguns momentos posso dizer que cheguei perto.

:D

Link para as músicas usadas no filme:
Você pode ouvir, baixar e usar nos seus projetos também. Mas fica atento porque nem todas lá estão em domínio público.

INÍCIO